A clínica InVitro oferece uma nova especialidade: a medicina fetal. Essa é uma área de atuação da especialidade médica Ginecologia...  Saiba mais

Veja nossa Vinheta

Conheça os produtos de beleza que grávidas devem evitar

É verdade que a gravidez conspira a favor da beleza (os cabelos, por exemplo, ficam lindos e brilhantes), mas também traz problemas que exigem cuidados. Tudo em função dos hormônios que entram em cena e causam reações que variam para cada grávida. Para algumas mulheres, a pele fica sensível, seca e sujeita a alergias. Para outras, oleosa e propensa a acne.

A microcirculação sanguínea também aumenta, favorecendo a absorção dos ativos. Sem falar na sensibilidade aguçada para cheiros, que pode tornar insuportável até mesmo aquele perfume predileto. "Nessa fase, a mulher tem que rever os cosméticos que usa e substituir alguns por versões mais suaves ou específicas para gestantes", diz o farmacêutico e cosmetólogo Maurício Pupo, de Campinas, coordenador do curso de pós-graduação em cosmetologia da Universidade Camilo Castelo Branco, em São Paulo.

Na lista de restrições da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) estão três substâncias: cânfora, ureia acima de 3% e chumbo, figurinhas carimbadas em creme para pernas e pés, hidratantes corporais e coloração, respectivamente.

"A cânfora pode ser tóxica, causar defeitos no feto e até aborto, de pendendo do tempo de exposição", afirma o obstetra Márcio Coslovsky, do Rio de Janeiro, especialista em reprodução.

Quanto à ureia, há estudos mostrando que ela atravessa a barreira placentária, a grande protetora do bebê, podendo prejudicar a formação e o crescimento dele. "Além disso, o ativo é um bom carregador de substâncias que não deveriam entrar na pele, como os conservantes", completa Pupo.

Fonte: Clique aqui.

 

 

Portuguese English Spanish

Cadastre-se em nossa Newsletter e receba novidades da Invitro por email.